Foto cons Estou muito feliz de poder compartilhar minha experiência profissional no site da Serpcraz e espero ajudar muitos profissionais a encontrar o campo de atuação que fará seus olhos brilharem de satisfação diariamente.

     Sou formada pela faculdade de Saúde Pública da USP em 1996 e, no ano seguinte, iniciei minhas atividades profissionais no Instituto da Criança do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da USP, onde permaneci até 2014. Durante os 17 anos que permaneci nessa conceituada instituição de assistência, ensino e pesquisa, pude ter contato com essas três vertentes da missão do HC e me senti muito realizada pessoalmente e profissionalmente. Nesse período conheci muitas estórias de pessoas que tinham como meta a cura da sua doença ou do seu filho ou do seu ente querido e também, neste contexto, procuravam um consolo em um sorriso, uma palavra carinhosa, um abraço amigo, um colo em um momento crítico, e aprendi muito a valorizar a vida e entender as perdas. Tive a oportunidade de estar próxima a uma equipe de profissionais de excelente capacitação, ampliando meus conhecimentos técnicos científicos através de participação em visitas médicas, discussões de casos, reuniões, participação em congressos, inclusive internacionais em 2013, desenvolvimento de artigos e capítulos de livros e ministrando aulas para residentes de pediatria e alunas de graduação e pós graduação nas áreas de enfermagem, fisioterapia e nutrição.

      Em 2013 houve a necessidade de conciliar as rotinas famíliares e da profissão, sendo necessário que eu pudesse programar os horários da minha agenda profissional. Nesse momento finalizo meu ciclo de experiências no HC, deixando minha gratidão por todos esses anos de vivência e aprendizado e inicio minhas atividades como autônoma. Trabalhei por 3 anos em uma empresa particular de prestação de serviços em saúde, de forma ambulatorial e individualizada e também através de palestras em grupos e, após um período em contato com essa realidade, deparei com a necessidade de oferecer, além da dietoterapia, abordagens que pudessem se somar e auxiliar o indivíduo a atingir seus objetivos nutricionais e a alcançar melhorias na qualidade de vida. Neste momento iniciei o curso de pós graduação em fitoterapia integrativa, que finalizo em setembro deste ano e busquei literaturas atuais  sobre comportamento alimentar e motivação. Desta forma presenciei melhor adesão do paciente às orientações e paciente realizado com suas conquistas.

        Em 2016 fecho também este ciclo profissional e incio atendimentos em meu consultório particular e ingresso como nutricionista colaboradora da Serpcrz, pretendendo utilizar os conhecimentos e experiências vividas nesse período para auxiliar as pessoas a viverem uma vida mais plena e mais saudável.

Little boy in chef's hat with ladle, casserole, and vegetables on white background

Para quem está cursando a graduação em nutrição e se identifica com a área clínica ou para os nutricionistas que pretendem mudar de área de atuação e iniciar atendimentos em consultório fica a dica, estejam conscientes de que quanto mais aprendemos, mais sentimos necessidade de nos aperfeiçoar. Portanto busquem informações em artigos indexados em banco de dados científicos e procurem seguir as dicas e orientações, nas diversas formas de mídia, de profissionais experientes nesse campo de atuação. Dessa forma a ciência da nutrição pode se tornar mais efetiva e os méritos desse trabalho vão ser sentidos por nossos clientes e refletidos na nossa satisfação profissional.

Mãos à obra.

Paula Regina Orlando

CRN – 3 7736